quarta-feira, 1 de abril de 2020

Autora brasileira previu em Livro de 2014 a pandemia


Em 2014 Melissa Tobias escrever 'A realidade de Madhu'



Melissa Tobias










A realidade de Madhu: livro descreve pandemia em 2020 e viraliza




Sinopse de A realidade de Madhu

Nesta ficção científica, Madhu é abduzida por uma nave intergaláctica. Abduzida e confinada na Ala dos híbridos, Madhu terá que descobrir a razão do interesse dos alienígenas por ela. Na busca por essa descoberta, faz amizade com uma híbrida e se apaixona pelo androide Niki. A bordo da colossal nave extraterrestre, Madhu aprenderá importantes lições, superando medos profundamente enraizados.



Abaixo temos o trecho do livro que descreve a pandemia:



A autora explica em vídeo no Youtube que escolheu 2020 por causa da data limite de Chico Xavier que cita 2019 como a data limite para o fim de um ciclo e o início de uma nova era.

“E daí eu pensei ‘ah, se finaliza em 2019, em 2020 provavelmente vem uma catástrofe’. Mas o livro todo é baseado em saberes antigos, em Chico Xavier, nos Vedas. Foi daí que tirei a ideia do livro”, comentou Melissa no vídeo.


Para ela, a escrita criativa é uma forma de arte. “Todo artista tem um tipo de mediunidade. Quando a gente está naquele estado de criação, a gente entra num estado mental alfa que a gente se conecta com alguma coisa que não vem da razão, mas sim do coração que tem ligação com a nossa alma”.

Vídeo publicado pela autora dia 30/03/2020:


Comente!



segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Islândia proíbe ensino religioso a menores de 21 anos

A lei entrou em vigor após uma campanha de dois anos do grupo `Mães contra a religião´

A Islândia, país insular de 330.000 habitantes situado no Atlântico Norte, está fazendo grandes mudanças. Ninguém com menos de 21 anos poderá ser exposto a qualquer religião, seita ou culto. O parlamento do país, o Alþingi, aprovou a chamada Lei Nacional de Ensino Religioso Mínimo (NMRIA).
Agora, nenhum pai ou responsável pode expor uma pessoa com idade inferior a 21 anos à religião, levando-a para a igreja, templo ou mesquita. E nenhuma história religiosa  como “O Grande Dilúvio” ou a “Páscoa” pode ser promovida a mentes de jovens.
A lógica por trás da lei
Há dois anos, a Mothers Against Religion - MAR (Mães contra religião) iniciou uma campanha de base para aumentar a idade mínima do consentimento religioso para 21. Anna Einarsson é a fundadora e líder do grupo. Ela explica como percebeu que a religião é muito perigosa para mentes jovens.
“Eu fiquei doente e cansada de ver as notícias falando de pessoas cometendo crimes horríveis em nome da fé. Jihadistas estão cometendo atos de terror. Padres católicos estão atacando crianças pequenas. Os televangelistas batistas estão tirando dinheiro do seu rebanho”, disse ela.
“Isso me deixou doente. Isso me enoja. Um dia eu percebi que se a religião fosse uma droga, então temos de manter as crianças longe disso, não é mesmo? Foi aí que comecei a Mothers Against Religion e a campanha para aumentar a idade de consentimento religioso para 21 anos”, ressaltou.
Amigos relatam que Einersson perdeu um filho para o pastor Joel Osteen. Atualmente ele trabalha para o televangelista.
Grupos religiosos unidos
Depois de séculos de lutas entre si, diferentes religiões estão se unindo para combater a lei. “As crianças são o futuro da igreja. Mas sem viagens de acampamento, ninguém vai querer ser padre”, disse o bispo Patrick Coughlan.
“Deus quer que seus filhos tenham a ponta de sua semente cortada. Aqueles pequeninos devem ser podados ou todos nós sofreremos”, colocou o rabino Mike Fine. Independentemente do que a comunidade de fé diga, a lei está em vigor e entra em atividade imediatamente.


KF

Pastores brasileiros são detidos em Portugal acusados de tráfico de pessoas



Três pastores brasileiros foram detidos nesta quinta-feira (9) em Portugal, acusados de tráfico de pessoas e auxílio à imigração ilegal.
De acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), responsável pelas prisões, os líderes evangélicos atraíam cidadãos no Brasil com a promessa de trabalho e legalização da situação migratória no país europeu.
Durante a ação, que incluiu cinco mandados de busca na zona da Grande Lisboa, foram encontrados cerca de 30 brasileiros, que eram alojados pelos pastores nos locais em que ocorriam os cultos — em condições muito precárias, segundo a autoridade imigratória.
Segundo a rede de TV portuguesa RTP, os brasileiros, em sua maioria em situação ilegal no país, tinham de pagar aluguel de até 300 euros (R$ 1.358) para viver nestes locais, além de contribuir com 10% de sua renda mensal para a igreja.
O salário mínimo em Portugal é, atualmente, de 635,31 euros (R$ 2.875).

O esquema foi descoberto após denúncia anônima de um cidadão estrangeiro — nos alojamentos, havia também crianças.
Edite Fonseca Fernandes, inspetora do SEF, afirmou à RTP que os três pastores também são suspeitos de obrigar os imigrantes a trabalharem para a igreja sem remuneração, além de os "enganarem, fazendo-as acreditar que estão tratando de sua situação documental, coisa que de fato não acontece".

Fonte BBC

KF

Igreja Universal manteve rede de adoções ilegais em Portugal, diz TV

Netos de Edir Macedo vieram de esquema, segundo série de emissora portuguesa. IURD nega e diz que irá processar responsáveis, incluindo ex-pastor ouvido na reportagem


Os netos do líder da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), Edir Macedo, um das maiores denominações evangélicas do Brasil presente em quase 200 países, foram ilegalmente adotados em Portugal nos anos 90 como parte de um esquema mantido pela IURD para levar crianças ao Brasil à revelia de suas mães. 

A informação é parte de uma reportagem da emissora portuguesa TVI, que ouviu a suposta mãe das crianças e a babá que cuidou deles. Segundo jornais e agências do país, o Ministério Público português abriu inquérito para investigar o caso. A Universal afirma que as adoções foram legais e diz que tomará as medidas legais cabíveis.

"Eu nunca vi esse meu filho dar um passo", diz, aos prantos, uma mulher apresentada na reportagem como a mãe de Vera, Luis e Fábio. Segundo a série, que terá dez episódios, as crianças, que então tinham 3 anos, 2 anos e 9 meses, foram foram levadas em 1995 a um abrigo mantido pela Universal em Lisboa após a mãe ter sido denunciada por deixá-los sozinhos em casa enquanto trabalhava. Os três foram levados aos Estados Unidos e, depois, adotados por Viviane Freitas, uma das filhas de Edir Macedo.

 Outros bispos e pastores teriam também obtido crianças no mesmo lar, que foi regularizado em 2004 e só encerrou as atividades em 2011. A reportagem afirma que a onda de adoções na igreja ocorreu como parte de uma política de Macedo: primeiro ele recomendou vasectomia a pastores e bispos e, depois, passou a orientar adoção.


A mulher ouvida na reportagem diz que jamais deu os filhos para adoção e que esperava reavê-los assim que sua situação financeira melhorasse. Já a IURD diz que o processo de adoção foi legal. Vera e Luís, os netos adotivos de Macedo, gravaram vídeo criticando a reportagem e prometendo processar a emissora. "Contam-se pelos dedos de uma mão as crianças que foram adotadas por essa via – com decisão judicial, sublinhe-se – por casais ligados à Universal", diz a nota da igreja. 

A Universal afirma ainda que a reportagem é uma tentativa de difamar a instituição porque traz o depoimento de Alfredo Paulo Filho, um ex-integrante da Igreja Universal que saiu do grupo em 2013 e que mantêm batalha legal com Macedo.

A emissora portuguesa diz que as jornalistas Alexandra Borges e Judite França trabalharam no material durante sete meses até encontrar documentos e as mães das crianças "roubadas". A série traz também um crítico histórico da chegada da IURD à Portugal e um apanhado dos problemas com a Justiça da igreja, a terceira com mais fiéis do Brasil, que controla a segunda maior rede de TV do país, a Record.

Fonte

KF

Mais de 100 crianças acusadas de práticas de feitiçaria são jogadas aos Jacarés

Dados foram divulgados por uma equipe do Centro de Estudos e Investigação em População (CEIP) de Angola.


Mais de 100 crianças acusadas de práticas de feitiçaria nas províncias de Cabinda, Zaire, Malanje e Bengo,  em Angola, nos últimos três anos, foram atiradas aos rios pelos familiares, escreve o Jornal de Angola, citando  informações de uma equipa do Centro de Estudos e Investigação em População (CEIP) do país. 

Em declarações ao jornal, o director do CEIPNdonga Mfuwa, disse ter constatado no terreno que muitos pais e encarregados de educação lançam os filhos aos rios para serem depois devorados pelos jacarés, alegando serem feiticeiros.

Alguns destes pais, de acordo com o investigador, acusam  os filhos de feiticeiros e expulsam-nos do seio familiar. 
Ndonga Mfuwa explicou que os dados foram obtidos mediante um trabalho realizado em vários município do país, com destaque para as províncias do Norte, como Cabinda, Zaire, UígeBengo e Malanje, onde considerou endémico o fenómeno da 'feitiçaria'. 

O responsável frisou que o fenômeno 'feitiço' deve ser combatido para evitar que as crianças se desenvolvam na sociedade de forma desequilibrada. "Como investigadores, vamos trabalhar com as autoridades civis e do Estado para pôr termo a este fenómeno", garantiu Ndonga Mfuwa
Há cerca de um ano, aquando da aprovação da  nova lei sobre Liberdade de Religião, Crença e Culto em Angola, foi referido um estudo sobre o crescente fenómeno de acusação de crianças de práticas de feitiçaria, que atingiu o auge na sequência do primeiro grande fluxo de informações e notícias sobre a questão em 2000, quando foi publicado um relatório sobre a situação em três províncias angolanas - Luanda, Uíge e Zaire.

"Constatou-se que as crianças acusadas de feitiçaria são, de uma forma geral, as pessoas mais frágeis e marginalizadas dentro das famílias vulneráveis. Os casos observados demonstram que existem grupos de crianças expostas a um maior risco de serem acusadas, tanto no contexto familiar como comunitário", lê-se no documento.
O impacto social do fenômeno, prossegue-se no texto, levou à desagregação familiar, ao abandono familiar, à fuga de crianças dos lares para a rua, "supostamente em busca de sossego, tornando-as propensas à instrumentalização para a prática do crime e vulneráveis à prostituição infantil e ao uso de drogas".


KF

Bispo Edir Macedo diz que mulher não pode ter mais estudo que o marido

De acordo com ele, as filhas foram proibidas de cursar faculdade antes do casamento. Ele justificou dizendo que caso elas estudassem e fossem mais inteligentes que os homens, seriam ''cabeças'' da família e o fracasso da união seria certo


O bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, foi um dos nomes mais comentados nas redes sociais. A polêmica está em torno de um vídeo que viralizou no qual ele aparece dizendo que não permitiu que as filhas, Cristiane e Viviane, fizessem faculdade, justificando que caso elas estudassem, seriam “cabeças” da família e o fracasso seria certo. As filhas aparecem no vídeo acompanhadas de seus respectivos maridos.

“Quando elas foram para fora, disse que elas fariam apenas o ensino médio e que elas não fariam faculdade. A minha esposa me apoiou, mas o parentes achavam absurdo. Por que não vai fazer faculdade? Porque se você se formar numa determinada profissão, você vai servir a si mesmo, vai trabalhar para si. Mas eu não quero isso, vocês vieram para servir a Deus. Não sou contra a você se formar, estudar, não. Mas no caso delas, eu não as criei para servirem a si mesmas, eu as criei para servirem ao senhor”.

O bispo continuou explicando que as filhas apenas cursariam faculdade após o casamento. “Você vai fazer até o ensino médio, depois,  se quiser a faculdade você que sabe, mas até o seu casamento será apenas uma pessoa de ensino médio. Porque se a Cristiane. Vem cá, Cristiane.  Fosse doutora e tivesse um grau de conhecimento elevado e encontrasse um rapaz que tivesse grau de conhecimento baixo, ele não seria o cabeça, ela seria a cabeça. E se ela fosse a cabeça, não serviria à vontade de Deus”.

Se referindo à esposa, Macedo lembrou ainda que a vontade dela era de que as filhas se casassem com americanos, tidos segundo ele, como pessoas mais educadas e gentis. “A Ester falava que queria que as filhas casassem com americano, corteses e educados, porque eu era um grosso”,  disse, fazendo os fiéis presentes rirem. "Eu quero que as minhas filhas casem com macho. Um homem que tem que ser cabeça. Eles têm que ser cabeça. Porque se eles não forem cabeça o casamento deles está fadado ao fracasso", indicou.

Contrariado, o bispo lamentou dizendo que, no entanto, o que se ensina na sociedade contemporânea é que as mulheres devem buscar os estudos e serem independentes.

"O que se ensina hoje é: Minha filha nunca vai ficar sujeita a um homem. Então tá. Vai ficar sujeita à infelicidade. Porque não existe família, não existe casamento, porque não existe felicidade a mulher cabeça e o homem corpo. É fracasso. Tanto é que, deve ter mulher aqui que sabem o que está falando. tem mulheres inteligentíssima que não conseguem encontrar o cabeça. Verdade, sim ou não?"

Veja o vídeo  


KF

PM flagra plantação de maconha em igreja evangélica em Maceió

Dois pastores foram presos responsáveis pelo plantio de 50 pés de maconha

Dois homens foram presos na noite do último domingo (30), suspeitos de plantar maconha no bairro do Benedito Bentes, parte alta de Maceió. Segundo a polícia, Manoel Batista da Silva, de 47 anos, e Lucas Batista da Silva, de 23 anos, são responsáveis por cultivar 50 mudas da planta para a produção de entorpecentes. As mudas foram apreendidas em um terreno, totalizando 15,5 kg.
A polícia chegou até os suspeitos após uma denúncia anônima que informou o cultivo da plantação de maconha no terreno de uma igreja evangélica, intitulada como "Igreja dos Humildes".
Equipes do 5° Batalhão de Polícia Militar (BPM) chegaram ao local dentro de uma mata, os militares avistaram vários indivíduos em atitude suspeita na margem de um córrego, eles fugiram depois de perceberem a aproximação das guarnições. Após a polícia realizar a travessia do córrego, Manoel e Lucas se apresentaram como pastores da igreja. Eles admitiram aos militares que acreditam na cura de doenças através do uso de maconha.
A dupla foi conduzida à Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, onde foram autuados por tráfico de drogas.


KF

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Descoberta de vida fora da Terra pode afetar religião e filosofia, diz relatório

Segundo texto, humanidade precisa se preparar para possível descoberta.
Fórum Econômico listou 5 temas que deveriam ser debatidos pelas nações.

A descoberta de vida alienígena, o uso de medicamentos para aumentar a capacidade cognitiva e a mudança completa das condições climáticas na Terra podem implicar em dilemas éticos e provocar alterações na maneira como a sociedade se organiza e em como ela vê a si mesma, aponta a oitava edição do relatório Riscos Globais, do Fórum Econômico Mundial, divulgado esta semana. A organização listou cinco “fatores X” que gostaria de ver nos debates da comunidade internacional em 2013 por terem consequências incertas para o futuro da humanidade.


Descoberta de vida extraterrestre
Dado o ritmo de exploração do espaço, é cada vez mais provável se descubra a existência de vida alienígena no sistema solar. Mas quais seriam as consequências dessa descoberta para o fluxo de financiamento da ciência e para a imagem que a humanidade tem de si mesmo?



De acordo com o relatório, supondo que astrônomos descubram um planeta que possa servir como uma futura casa para a humanidade, ou detectem a existência de vida em nosso Sistema Solar, esses avanços trariam sérias implicações.
Os cientistas iriam deslocar um grande contingente de missões robóticas e humanas para estudar o local, apoiados por agências de financiamento entusiasmadas com as descobertas. No longo prazo, haveria profundas implicações psicológicas e filosóficas desencadeadas pela descoberta de vida extraterreste, desafiando a religião e a filosofia humana, diz o relatório. Para evitar que isso ocorra, o texto aponta a necessidade de campanhas de sensibilização do público, prevenindo a população contra as consequências sociais de descobertas tão profundas e contra a mudança de paradigma quanto à posição da humanidade no universo.
Habilidades super-humanas

Antes reservadas à ficção científica, as habilidades sobrehumanas estão se aproximando rapidamente do nosso horizonte de plausibilidade. Mas quais seriam as implicações éticas destes avanços?


O documento do Fórum Econômico Mundial aponta que os cientistas estão trabalhando duro para desenvolver medicamentos e terapias que livrem o cérebro humano de doenças neurológicas, como o Mal de Alzheimer e a esquizofrenia. Embora o progresso tenha sido lento, o relatório afirma que, num futuro próximo, pesquisadores irão identificar compostos que melhorem os atuais estimulantes cognitivos, por exemplo, a ritalina - medicamento indicado para pessoas diagnosticadas com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade.



Embora sejam prescritos para tratar doenças neurológicas, os novos compostos capazes de melhorar a inteligência ou a cognição poderão ser usados ilegalmente por pessoas saudáveis à procura de vantagens no trabalho ou estudo, destaca o relatório. O texto afirma ainda que os novos tratamentos irão trazer sérios conflitos éticos, estando disponíveis no mercado somente para quem puder pagar por eles.


O custo de viver mais
A expectativa de vida das população tem aumentado nos últimos anos, mas será que a humanidade não está traçando as bases para a criação de uma sociedade futura fadada a lidar com uma massa de idosos, doentes e debilitados?

São esperados, num futuro próximo, grandes avanços na medicina para evitar e tratar doenças como câncer, problemas no coração e acidente vascular cerebral, destaca o relatório. No entanto, o texto alerta para a necessidade de analisar o impacto de uma sociedade com um número crescente de idosos enfermos, protegidos das doenças que mais causam mortes, mas com uma qualidade de vida deteriorada por conta de outros males.

De acordo com o artigo, esse cenário exige que sejam difundidos hábitos que melhorem a qualidade de vida e afastem possíveis patologias, como a prática de exercícios físicos. Ao mesmo tempo, é preciso tomar medidas para mitigar os custos decorrentes do aumento da população de idosos, por exemplo, fixando uma idade mais avançada para a aposentadoria, defende o texto.
O impacto do envelhecimento da população será sentido por toda a sociedade e é preciso encontrar soluções para amenizar doenças crônicas e encontrar meios para tornar os idosos capazes de gerir males crônicos e gerar riqueza ao mesmo tempo, conclui o relatório.

Mudanças Climáticas Descontroladas
A ameaça da mudança climática é bem conhecida, mas será que já não desencadeamos uma reação em cadeia descontrolada que rapidamente está empurrando a atmosfera para um estado inóspito?

O texto sugere que o debate sobre o tema nas últimas décadas ficou centrado na questão se a humanidade poderia ou não ser responsável por alterar um sistema climático tão grande como o da Terra. No entanto, o artigo atesta que estamos caminhando forçadamente para uma discussão sobre a melhor forma de reforçar a resistência dos seres humanos e sua capacidade de adaptação para lidar com essa nova realidade. “Ligada no piloto automático, a mudança das condições climáticas nos empurra impiedosamente para um novo e desconhecido equilíbrio”, afirma o texto.
Riscos da geoengenharia
Em resposta às preocupações crescentes sobre as mudanças climáticas, os cientistas estão explorando maneiras de manipular o clima da Terra. A maioria das pesquisas tem se concentrado em injeção de enxofre através de aeronaves. Mas e se essa tecnologia for apropriada por um estado ou indivíduo mal intencionado?



A ideia básica na geoengenharia - também chamada de gestão da radiação solar - é a de que as pequenas partículas podem ser injetadas no alto da estratosfera para bloquear parte da energia solar recebida e refletir os raios para o espaço, tal qual as grandes erupções vulcânicas fizeram no passado.
De acordo com estudos recentes, esse método poderia compensar o aquecimento global e daria aos seres humanos o controle sobre a temperatura da Terra. No entanto, destaca o relatório, uma série de implicações éticas, legais e científicas rapidamente surgiriam, junto com incontáveis efeitos colaterais, ainda difíceis de prever. De acordo com o artigo, no momento ninguém prevê a implantação da gestão da radiação solar, dadas as dificuldades de um acordo internacional sobre o tema. Mas, ressalva o texto, alguns analistas de geoengenharia já estão pensando nas implicações no caso de um país ou um pequeno grupo de pessoas precipitarem uma crise internacional ao avançar com a pesquisa de implantação da geoengenharia.



KF

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Terror evangélico: templo umbandista no DF é incendiado


Do Correio Braziliense:
A Polícia Civil investiga as causas de um incêndio no Templo Umbandista Cabocla Jurema (TUCJ), em Planaltina. Um cômodo do terreiro pegou fogo na noite da última quarta-feira (25). De acordo com os responsáveis do local, roupas e objetos também foram roubados. Ninguém ficou ferido.
A zeladora, Mãe Maria de Oxum, contou ao Correio que esteve no templo durante todo o feriado de Natal e, por volta das 17h30, foi para casa, em Sobradinho. Na quinta-feira (26/12), pela manhã, pediu para a nora ir ao terreiro alimentar os animais que ficam abrigados ali. Chegando no local, a mulher viu o cômodo destruído.
”Ela encontrou tudo ainda quente, nem precisamos acionar os bombeiros. Quando voltou para me contar eu fiquei desesperada e fui correndo para lá. Chorei muito, passei mal, porque a gente luta para construir as coisas e acontece algo assim. O sentimento é de muita tristeza, não tem palavras para expressar tamanha dor”, disse a zeladora.


(…)


KF

Morador de rua é flagrado orando antes de dormir; possivelmente com fome e com frio

Uma imagem vem chamando a atenção nas redes sociais a muito tempo. Trata-se de um morador de rua orando antes de dormir. Não se sabe quando ou onde essa foto foi feita, mas o que se sabe é que devemos agradecer a Deus por todas as coisas, independente se o momento em que estamos vivendo está sendo difícil, devemos agradecer pelo hoje e orar pelo amanhã.
Veja o vídeo:
Tantas pessoas que tem quase de tudo nessa vida, nunca sequer dobraram seus joelhos no chão para agradecer. Agradecer pelo alimento, pelo agasalho, pela vida… Ou até mesmo para agradecer a saúde ou às suas conquistas que um dia foram pedidas em oração.
Vivemos em um mundo, onde as pessoas reclamar por não ter algo que não seja de marca, ou por não comer algo que seja “chique”, sem ao menos pensar que nesse exato momento existe alguém nas ruas, com fome, com frio… A humanidade é uma espécie hipócrita e egocêntrica, não todos, mas a grande maioria.